» O taxistaJose Guilherme Vereza

O taxista

by jose guilherme vereza em 19 de outubro de 2011 | 9:45

Meu nome é Dirceu Batista, parece nome de zagueiro, mas sou taxista pra mais de vinte anos, nunca fui assaltado, nunca bati o taxi,
nunca me envolvi em briga feia de trânsito, sem bem que, por várias vezes tive vontade de matar motoqueiro, guarda abusado
e mulher que deveria estar com  barriga na pia batendo um bolo pro marido e por causa desses tempos modernos vem atrasar minha vida, fechando cruzamento, andando que nem lesma falando no celular, falando nada, olhando pro celular e teclando, teclando, teclando, sem olhar pra frente, sem olhar pro lado, achando que carro tem piloto automático. Mês passado, uma perua encostou no meu para choque trazeiro e ainda xingou, gritando que parei de repente e eu respondi dizendo gentilmente, ô dona, se tem alguém que merecia criar caso era eu, mas como só entortou um pouquinho a minha placa disse pra ela não ficar nervosa senão o pés de galinha iam sair andando. Ela ficou uma arara, o botox quase saiu do lugar, eu insisti educadamente para ela não esquentar a cabeça senão a chapinha ia encrespar, e ela saiu cantando pneu, e eu fiquei me lembrando da minha mulher Marlene, tão chiliquenta quanto, mas que pelo menos não se metia a dirigir para não dar vexame na rua.
Minha mulher sabe muito bem que o lugar ela é na cozinha, aliás, deveria saber mais porque cozinha mal pra diabo, outro dia na mesma janta empapou o arroz, desandou a maionese e esturricou o contra filé, logo aquele contra filé que português fatiou no açougue, deixando a gordurinha saborosa em volta, que derrete na boca quando a gente morde, mas com Marlene, não, Marlene fez da gordurinha  numa beira dura de sola de sapato e ainda e jogou na minha cara que para o marido que eu era devia lamber os beiços. Tive vontade de jogar a gororoba na parede, mas para não traumatizar o menino, preferi engolir mais um sapo
e ir pra cama sem falar nada. Mas mesmo assim, ela continuou a me atazanar, vestindo uma camisola transparente, deitando no meu lado e começando a lamber meu ouvido. Eu fiz que estava no terceiro sono e ela perdeu a paciência dizendo coisas horríveis sobre a minha pessoa, disse que eu tinha jaculação precócil e eu, sem perder a esportiva, respondi que ela estava lendo muita revista de mulherzinha no salão. Ela se enfezou dizendo que não tinha tempo e dinheiro para ir ao salão, até que eu perdi a cabeça e gritei que gozava rápido sim, porque queria logo acabar a canseira. Foi um charivari. Me mandou dormir no sofá da sala, onde durmo até hoje, pensando que alguma coisa muito boa poderia acontecer para eu mudar de vida. Dia desses eu estava parado numa esquina, apareceu uma menina  linda, boa demais, loura bustosa, mini saia justinha nos quadris, carinha de modelo de revista ou estudante universitária, moça fina, cheirosa e bem lavada, que abriu a porta do meu taxi e falou com delicadeza:
Vamos para o Motel Splendor? Claro que sabia onde era o motel e minhas pernas tremeram. Passou pela minha cabeça que aquilo não era uma corrida, mas um convite. Ái meu Deus, do retrovisor eu fui me apaixonando pela dona. Atrás de seus óculos escuros percebia um jeito de menina contemplando as ruas engarrafadas, ou de uma mulher feroz sorrindo para o celular
enquanto teclava freneticamente mordendo os lábios deliciosos. Ái meu Deus. Seus dedos eram bonitos, unhas bem cuidadas, que volta e meia penetravam pelos cabelos desfiados que insistiam em cobrir a testa. Quando chegamos na porta do motel ela botou a cabeça para fora e disse: Tenho encontro com o Dr. Antonio Claudio, ela já chegou? O cara fez que sim e mandou estacionar no pátio, ao lado da suíte máster. Moça fina e cara. Ela saltou, debruçou-se na minha janela e perguntou com a voz rouquinha e baixinha se eu poderia esperar, uma a duas horas no máximo, e diante daquele decote cheio de maldade e não poderia dizer não. Sumiu a deusa pela fresta da garagem, o suficiente para ver um BMW lá dentro. E do lado de fora fiquei eu alfinetado pela imaginação. Desnecessário descrever tudo que pensei, mas só digo que meus tempos de menino foram revividos em grande estilo.
Mais de duas horas se passaram, até que a moça aparece. Cabelos molhados, rostinho de gente feliz. Aproximou-se da minha janela e sussurrou: Obrigado por ter me esperado. Vamos? Não resisti. Obrigado digo eu, dona. Só me pode fazer um favor? Ela sorriu. Claro, o que você quiser. Eu disse: Vem aqui no banco da frente, vem. Ela sorriu mais gostoso ainda. Deu uma volta na frente do taxi, abriu a porta e sentou-se muito bem ao meu lado. Ele se ajeitou para colocar o cinto e percebi de esguelha uma cruzada de pernas matadora, daquelas que por um instante eterno dá para ver a calcinha e alguma penugem dourada fora do lugar. Saí do motel exultante, um pandeiro no peito, mas bem devagar, nem queria passar a segunda marcha. Acho que ela colocou o braço nas costas do meu banco e sorriu para mim. Tudo que queria naquele momento é que  Marlene me visse.



Últimos comentários (15)

Deixe um comentário

  1. eliane fez um comentário:

    13 de dezembro de 2012 | 17:24 #

    eu ficaria com o taxista…

  2. Nike Free Grau fez um comentário:

    16 de agosto de 2013 | 12:10 #

    You did not include conversion rates, which would have allowed for comparison of old pricing model vs. new pricing model. That will tell you how much money you really left on the table. It?€?s reasonable to assume you?€?d have more traffic for your second book if the first one did well and you built up a list. http://cobweb2.electricalcertificates.co.uk/node/255149 anderen Spieler Er ist viel Suchmaschine News einer Suchmaschine Maps ist in der Lage eine ist als in der Toskana einem Fall sexueller Belästigung abgezinst

  3. barbour parka fez um comentário:

    20 de agosto de 2013 | 6:40 #

    Your style is very unique in comparison to other folks I have read stuff from. I appreciate you for posting when you have the opportunity, Guess I will just book mark this blog. look my website: http://awesomemariofan.com/forum/showthread.php?tid=14577

  4. quilted barbour fez um comentário:

    26 de agosto de 2013 | 10:10 #

    I know this if off topic but I鈥檓 looking into starting my own weblog and was curious what all is needed to get setup? I鈥檓 assuming having a blog like yours would cost a pretty penny? I鈥檓 not very internet savvy so I鈥檓 not 100% certain. Any recommendations or advice would be greatly appreciated. Appreciate it look my website: #http://www.indomusikrock.com/forums/showthread.php?29225-barbour-utility-polarquilt&p=77392#post77392

  5. Mozella Saragusa fez um comentário:

    31 de agosto de 2013 | 22:14 #

    I just want to mention I am just all new to blogging and seriously savored this page. Likely I’m planning to bookmark your blog post . You certainly come with beneficial articles and reviews. Regards for sharing with us your blog site.

  6. Delaine Montes fez um comentário:

    1 de setembro de 2013 | 1:17 #

    This put up is genuinely helpful. I am able to override author’, email’ and url’ default settings, but I’m not able to override comment_field’, it is getting duplicated, i.e. the default textarea is also appearing with my custom comment textarea. Any help would be appreciated.

  7. home fez um comentário:

    2 de setembro de 2013 | 20:33 #

    I simply couldn’t go absent your web site just before suggesting that I extremely liked the usual facts an unique supply in your visitors? Will almost certainly be back again continuously to check up on new blogposts

  8. new launch projects fez um comentário:

    3 de setembro de 2013 | 4:02 #

    Many thanks for this informative post on the topic that I’m very fascinated with. Can I check if there will be edits coming up? I should place a reminder on your wonderful page for refresh. kensington square singapore

  9. Car Donation Programs fez um comentário:

    3 de setembro de 2013 | 7:18 #

    Very useful info. Hope to see more posts soon! :) Car Donation

  10. Nancey Redondo fez um comentário:

    3 de setembro de 2013 | 12:15 #

    HELLO FRIENDS! This is a great blog and I want to share something with you. I have a local business and I used this gig to check and correct all my online listings and reviews for only $5. Really helped my business! – Local Biz Help

  11. nike air fez um comentário:

    3 de setembro de 2013 | 14:24 #

    Great delivery. Great arguments. Keep up the good effort.

  12. Suanne Greis fez um comentário:

    3 de setembro de 2013 | 15:06 #

    This really answered my problem, thank you!

  13. Nova Scotia Student Loans fez um comentário:

    3 de setembro de 2013 | 15:14 #

    Very useful info. Hope to see more posts soon! :) Legitimate Work At Home Jobs

  14. Brady Holsing fez um comentário:

    3 de setembro de 2013 | 18:10 #

    Unquestionably believe that which you stated. Your favorite reason seemed to be on the internet the simplest thing to be aware of. I say to you, I definitely get annoyed while people think about worries that they plainly do not know about. You managed to hit the nail upon the top as well as defined out the whole thing without having side effect , people could take a signal. Will likely be back to get more. Thanks

  15. Donn Preda fez um comentário:

    3 de setembro de 2013 | 20:17 #

    The properties turns out

Deixe um comentário

perfil

José Guilherme Vereza é publicitário, consultor, professor, escritor, blogueiro. Também é botafoguense, ex-tijucano, sempre lebloniano, neopaulistano. Tem mulher, duas filhas, babá, cozinheira, passadeira. E faxineira que vem quinzenalmente. Tem dois filhos homens, que sempre chegam com uma nora e namoradas diversas. Além delas, tem mãe, madrasta, irmã, nora, cinco cunhadas, duas sobrinhas, uma sogra-avó, uma sogra-madrasta, 37 primas, várias alunas e um milhão de amigas. Pode-se dizer que é um Ph.D. em TPM.

Erro ao estabelecer uma conexão com o Banco de Dados